ASA é goleado pelo Ceará por 3 x 0, mas vence nos pênaltis e se classifica

Com a vantagem de poder perder por até dois gols de diferença para se classificar na Copa do Brasil, o ASA acabou derrotado no tempo normal pelo Ceará por 3 x 0 na noite desta quarta-feira (8), no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, e a decisão foi para os pênaltis. Nela, o Fantasma venceu por 4 x 3 e se classificou.

No primeiro tempo, o time da casa foi com tudo para o ataque e pressionava bastante, já que precisava golear. Enquanto isso, o alvinegro se defendia como podia, tentando encaixar o contra-ataque. E aos 8 minutos, depois de tanto insistir, o zagueiro Rafael Vaz, de cabeça, colocou a bola no fundo da rede alagoana após receber cruzamento de Magno Alves. Só dava Ceará. O Vozão não parava de atacar e, bombardeada, a zaga alvinegra tentava tirar a bola do perigo a todo momento, mas como estava retraído chamava o adversário para o seu campo. Aos 32 minutos, o Ceará ampliou com Pingo, que recebeu um belo passe de Magno Alves e sem tanta dificuldade completou para aumentar o placar. O quadro da partida não mudou nos lances finais e a etapa inicial terminou ainda com pressão do time cearense, que controlou totalmente o jogo e quase fazia o terceiro, mas o goleiro Gilson não deixou.

No segundo tempo, o ASA tentou se recuperar, mas não demonstrava reação suficiente e por isso praticamente não assustava, apesar de conseguir finalizar mais. Sendo assim, o Ceará voltou a partir para o ataque em busca do terceiro gol, que lhe garantiria a disputa por pênaltis. Mas depois do Fantasma melhorou, conseguiu pressionar em alguns momentos, mas não aproveitava as chances. Porém, aos 20 minutos o Ceará conseguiu o que queria. De novo ele, Magno Alves, iniciou a jogada pela direita e cruzou para Mota, que de cabeça igualou o resultado de Arapiraca. A situação do ASA ficou pior aos 26 minutos, quando Cal recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Se aproveitando da situação, o Vozão continuou em cima e assustava em vários momentos. Mas o alvinegro alagoano se segurou e a decisão foi para os pênaltis.

As cobranças

O primeiro a bater foi o atacante Léo Gamalho, do ASA, que não titubeou e fez o seu: 1 x 0.

Depois, o atacante Mota, do Ceará, foi para a bola e também balançou a rede: 1 x 1.

Pedro Silva foi o segundo do alvinegro alagoano a cobrar e também marcou: 2 x 1.

O Ceará mandou Ricardinho para a segunda cobrança. Ele também converteu: 2 x 2.

O zagueiro Tiago Garça também foi para a bola em favor do ASA, mas Fernando Henrique defendeu: 2 x 2.

Desta vez, o Ceará foi com Vicente para a cobrança, e ele deixou seu time na frente: 2 x 3.

A chance do ASA empatar veio com Osmar, que chutou e deixou tudo igual: 3 x 3.

O atacante Pingo cobrou o quarto pênalti do Ceará e mandou para fora: 3 x 3.

Então, Chiquinho foi para a bola e na chance de desempatar para o ASA ele fez: 4 x 3.

A bola do empate para o Ceará foi do zagueiro Rafael Vaz, mas Gilson pegou e classificou o ASA: 4 x 3.

Como o placar do tempo normal mostrou 3 x 0, o mesmo resultado do primeiro jogo em Arapiraca, a decisão foi para os pênaltis e nele o ASA venceu por 4 x 3. Para garantir sua vaga na terceira fase da Copa do Brasil, para enfrentrar o vencedor de Flamengo-RJ x Campinense-PB, o alvinegro poderia perder por dois gols de diferença, já que venceu em Arapiraca por 3 x 0, ou ainda podia ser derrotado por três gols de diferença, desde que marcasse um ou mais gols, neste caso se perdesse por 4 x 1, 5 x 2, em diante.

Ficha técnica

Copa do Brasil 2013 – segunda fase – jogo da volta (ida- ASA 3 x 0)

Jogo: Ceará-CE 3 x 0 ASA (pênaltis: ASA 4 x 3)

Gols: Ceará- Rafael Vaz, aos 8’, Pingo, aos 32’ do 1T, e Mota, aos 23’ do 2T

Local: Estádio Presidente Vargas, Fortaleza-CE

Público total: 18.845

Renda: R$ 152.762

Data: 08/05 (quarta-feira)

Hora: 22h

Árbitro: Antônio Dib Moraes de Souza (CBF-PI)

Auxiliar 1: Antônio Dib Moraes de Souza (CBF-PI)

Auxiliar 2: Thyago Costa Leitão (CBF-PI)

Ceará: 

1- Fernando Henrique

2- Eric

3- Douglas

4- Rafael Vaz

6- Vicente

5- Diogo Orlando

8- João Marcos (17-Gabriel, aos 43’ do 2T)

7- Válber (18-Pingo, aos 18’ do 1T)

10- Ricardinho

11- Mota

9- Magno Alves (16-Luis Henrique, aos 23’ do 2T)

Técnico: Leandro Campos

Banco Ceará: 12-Tiago, 13-Rafael Cruz, 14-Cleiton, 15-Foguinho, 16-Luis Henrique, 17-Gabriel, 18-Pingo.

ASA:

1- Gilson

2- Gabriel

3- Tiago Garça

4- Fabiano (14-Rafael Pedro, aos 22’ do 2T)

6- Chiquinho

5- Cal (expulso aos 26’ do 2T)

8- Geovane

7- Pedro Silva

11- Thalysson (15-Jorginho, aos 36’ do 1T)

10- Wanderson (13-Osmar, aos 29’ do 2T)

9- Léo Gamalho

Técnico: Ricardo Silva

Banco ASA: 12-Vinicius, 13-Osmar, 14-Rafael Pedro, 15-Jorginho, 16-Filipe André, 17- Marcinho, 18-Rodrigo Dantas.

Fonte: http://uol.com/byc196


Voltar

Faça seu comentário

(pajuçara.com não é responsável pelos comentários deixados no site.)

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>